Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes / Brasil

Retrospectiva e perspectiva

Revista Hellinger, , março 2010.

Olho com agradecimento para as dezenove edições desta revista que alcançou muitas pessoas. Além do âmbito germano falante, ela foi traduzida para outros idiomas como o espanhol, português, italiano e francês, e foi publicada em diferentes formatos, segundo as condições locais de cada lugar.

Foi uma ajuda para muitas pessoas quando, em situações difíceis, buscavam uma orientação e quando podiam olhar, além do dia a dia, para um futuro diferente.

Eu também cresci graças á ela. Obrigou-me a olhar, por cima de minha cotidianidade, para o essencial na vida das pessoas. Claro está que somente foi possível porque muitas pessoas estavam ao meu lado, particularmente referentes aos pontos chaves, como por exemplo, a Hellinger Sciencia. Aqui, em primeira linha, encontra-se minha mulher Sophie, junto com sua filha Manuela.

Na fase de realização e de configuração também trabalharam muitas pessoas, de modo que consegui concentrar-me principalmente no conteúdo, enquanto outros se encarregavam da conformação gráfica. Aqui desejo nomear em especial minha mulher Sophie e, em estreita colaboração com ela, Anna Moderegger, Sascha Bosse e Echi Dacak-Behrens no Paraguai.

Outros colaboradores da escola Hellinger estavam encarregados do envio aos abonados e de todo o trabalho da correspondência. Desejo nomear particularmente  Roswitha Pfnür, Matthias Posch e Carola Dietrich. A todos eles é dirigido meu profundo agradecimento.

Desejo também agradecer aos autores convidados por suas contribuições, sobretudo Günter Schricker, Jayin Thomas Gehrmann, Bertold Ulsamer, Heidi Wildberger e Klaus Rarrasch.

Durante este tempo, senti-me guiado por boas forças. Nunca me encontrei sob pressão de tempo. Mantive-me relaxado em tudo. E de acordo com estas forças, agora concluo. Sei e assento a que para mim esta tarefa se cumpriu.

Qual é agora a perspectiva? Nos últimos tempos, passei cada vez mais da ajuda direta à vida, como por exemplo, com o apoio das constelações familiares, em outro nível e outro âmbito. Chamo-o nível do espírito. Nele, acabam-se as diferenças entre o correto e o incorreto, de modo que cada situação de vida, inclusive aquela que nos parece difícil e dolorosa, cobra sentido e vincula-nos com forças criativas que produzem algo novo, que até agora não foi possível. Isso também é ajuda para a vida, porém de um modo espiritual.

Trata-se aqui de compreensões que colocam em questão o habitual e guiam-nos para uma nova liberdade e um amor diferente.

Este caminho já foi conhecido em meus livros dos últimos tempos:

  • Pensamientos en el camino
  • Pensamientos divinos
  • La verdad en movimiento
  • Viajes interiores
  • Mística cotidiana
  • El amor del espíritu
  • Pensamientos de realización

E outros livros não traduzidos ao espanhol.

Ao mesmo tempo, transmiti esse andar em meus seminários e segurei muitos da mão; no entanto, de uma forma que cada qual conseguiu encontrar seu próprio caminho e seguir seu próprio destino.

Seguirei nessa via, levá-los-ei comigo de um modo contemplativo, se desejarem continuar um trecho mais ao meu lado.

Esta é agora a perspectiva. Li em voz alta e gravei alguns destes livros para que muitos de vocês possam escutar minha voz, quando os leio. Para isso, é necessário outro acesso que uma revista. Podem encontrá-lo na Internet. Trata-se sempre de capítulos curtos, com um tema específico, a serviço da vida. No fundo, representam a sabedoria da vida aplicada. É também uma ajuda, mas em outro nível.

Na minha página web podem encontrar estes textos e escutá-los o quanto for necessário para se sentirem bem e apoiados. Encontrarão lá também laudos, sugestões e indicações práticas, de modo que podem procurar e encontrar aquilo que os ajude.

Esta é minha perspectiva. Em vez de cessar, irei andando para frente, passo a passo mais amplamente e mais profundamente.