Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes / Tradução: Cláudio César Lima da Silveira

Textos selecionados



Você pode nos deixar seus dados e teremos o maior prazer em lhe enviar informações sobre as atividades do Instituto. Para isso, visite nossa nuestra página de contato.
Obrigada.



"Eu escolho a vida" a cada hora em ponto

Convidamos você, a cada hora, a criar uma nova vibração ao redor do mundo, dizendo “EU ESCOLHO A VIDA” junto com milhares de pessoas. Todos juntos a serviço da vida.












O produto

O produto é o fruto de um amadurecimento alcançado. Vem com o tempo, no seu tempo. Além de nosso trabalho, o produto depende das condições favoráveis. Por isso, para obter o produto desejado devemos criar as condições favoráveis para sua consecução. Por exemplo, um ambiente propício que combine com o produto do nosso trabalho e lhe permita crescer. Nosso ganho depende, em grande medida, de uma situação rentável.

O produto, em seu sentido original, é algo que tem evoluído. Baseia-se em algo que o transporta. Muitas coisas precisam agir em conjunto, de forma coordenada, para que algo transporte o produto e ele nos seja presenteado.

Um produto deste tipo beneficia a muitos. Ele é medido pelo modo como presta serviço, para nós e para os outros. Tem seu próprio valor intrínseco, um valor de vida.

Também o ganho é um produto. Nosso produto é medido, com frequência, pelo ganho. No entanto, existe uma hierarquia entre eles. Primeiro vem o produto, depois o ganho.

A questão é: para o que olhamos primeiro em nossos sucessos? Olhamos primeiro para o produto e, somente em sintonia com ele, o ganho? Olhamos primeiro o ganho? Pelo desejo de ganhar, às vezes colocamos o produto em jogo? Se o ganho é o objetivo principal, quanto tempo ele se mantém sem o produto que o transporta?

Se rastrearmos o que acontece dentro de nós quando a nossa atenção está orientada, em primeiro lugar, para o ganho, iremos sentir a diferença. Sobretudo quando nos damos conta do que muda em nossos colaboradores quando seu trabalho está menos a serviço do produto que do ganho.

A eles, e também a nós, produz satisfação primeiro o produto e, depois, o ganho. Quando olhamos primeiro para o ganho, o que resta fazer – a nós e a eles – pelo produto?

Aqui fica evidente uma ordem do sucesso. O sucesso segue um produto cujo sucesso e seu produto beneficiam muitos. Eles serão respeitados e bem-vindos.

Onde o ganho está em primeiro plano, depois de um tempo podemos observar: assim como se ganhou, assim se perdeu.

Apenas o produto acaba por ser, para nós e para os outros, o verdadeiro ganho – um ganho que permanece.

Setembro 2011, www.hellinger.com