Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes

Textos selecionados



Você pode nos deixar seus dados e teremos o maior prazer em lhe enviar informações sobre as atividades do Instituto. Para isso, visite nossa nuestra página de contato.
Obrigada.



"Eu escolho a vida" a cada hora em ponto

Convidamos você, a cada hora, a criar uma nova vibração ao redor do mundo, dizendo “EU ESCOLHO A VIDA” junto com milhares de pessoas. Todos juntos a serviço da vida.












Liberação de um mal-estar interno

Determine onde está a vida com o presente, onde está o passado.

1. Afastado do presente, represente-se a si mesmo/a, hoje, com esse mal-estar. Pode ser um pensamento reiterativo, uma obsessão, um medo, uma emoção do tipo que seja.

Você está em seu adulto que decide observar o sofrimento que está aparecendo. Sabe que todo sofrimento é o prelúdio de uma mudança para melhor.

Observe o que sente, permita-lhe estender-se em seu corpo. Olhe para o mal-estar com ternura. E quando já descubra como se manifesta em seu corpo, imagine-lo diante de você.

2. Agora, coloque-se dentro do seu sintoma, dentro dessa sensação física. Você é a sensação.

Deixe-se movimentar, muito lentamente. Você está no vazio. Sem querer analisar nem entender. Diferentes partes do seu corpo vão poder liberar um trauma retido há muito tempo, talvez, inclusive, há várias gerações. Não procuramos entender. Não fazemos nada. Deixamo-nos atuar, muito lentamente.

Pode durar vários minutos. O importante é o centramento, o vazio. Se aparecer uma emoção, centramo-nos mais ainda. O curador é o movimento corporal. Pode ser que apareça um soluço ou algo muito profundo. Nunca é melodramático. É muito mais profundo do que isso.

Em silêncio completo, silêncio interno máximo.

Com a consciência da olhada compreensiva do adulto.

3. Chegará um momento no qual viveremos uma transformação: sem querê-lo nem pensá-lo, pouco a pouco, o corpo se levantará e iremos aproximando-nos muito lentamente à vida. A sensação interna mudará radicalmente.

O adulto e o mal-estar transmutado já fazem um.

A alegria, a força, a rendição e a gratidão o inundarão.