Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes

Textos selecionados



Você pode nos deixar seus dados e teremos o maior prazer em lhe enviar informações sobre as atividades do Instituto. Para isso, visite nossa nuestra página de contato.
Obrigada.



"Eu escolho a vida" a cada hora em ponto

Convidamos você, a cada hora, a criar uma nova vibração ao redor do mundo, dizendo “EU ESCOLHO A VIDA” junto com milhares de pessoas. Todos juntos a serviço da vida.












Interpretar nossos sonhos

Para compreender o que um sonho nos deseja dizer.
Também sirva para receber informação de qualquer incidente (perda das chaves, avaria, acidente, …)

Somente o que se lembrar do seu sonho poderá ser identificado e escutado.

Os sonhos repetitivos ou os sonhos desagradáveis são os que pedem interpretação ou constelação, conforme o caso. Os outros sonhos são como constelações, realizam seu processo sem nossa participação consciente, quanto menos interfiramos mais eficazes serão…

Pelo qual, testará, com o pêndulo ou qualquer outro método, a permissão ou a conveniência de trabalhar um sonho.

1.- Identificar os símbolos do sonho.

Então, identifique as partes do seu sonho que mais o impactaram, por mais absurdo que pareça. Por exemplo: uma sensação, uma parte de um objeto, não conseguir gritar, uma pessoa presente que se parece com alguém, etc.

Aqui também, descubra, com seu pêndulo, os símbolos significativos. Para começar, selecione um número de, no máximo, 2 ou 3 símbolos.

O sonho utiliza símbolos, a metáfora é sua linguagem.

Veremos como ler essas metáforas.

Inclusive, quando aparecerem pessoas reais, essas pessoas serão metáforas de algo para você, ou bem, não se tratará delas, senão de uma faceta delas…

2.- Colocação dos símbolos

Escreva o nome de cada símbolo em uma folha de papel, e disponha estas folhas em um semicírculo, à sua direita. O primeiro papel, à esquerda, é para você.

3.- Representar os símbolos

Agora, coloque-se em um símbolo, sinta-o, você é ele, sinta seu corpo, sua mente, suas emoções transformadas nesse símbolo. Realize as perguntas que vem a seguir, anotando as respostas que lhe venham automaticamente, sem argumentar.

  1. Que vejo, escuto, sinto? Sendo este um símbolo, com que o associo?
  2. Para que sirvo, qual é minha função? Para que serve o que está acontecendo agora? Escreva o primeiro que lhe vier.  Pergunte novamente, Para que? Até chegar a um objetivo superior.
  3. Quais são minhas qualidades intrínsecas?
  4. Há alguma oposição, diferença, conflito entre mim e algum outro símbolo?
  5. Qual é a situação neste sonho, desde meu ponto de vista de símbolo?

Depois, faça a mesma coisa com o próximo símbolo.

4.- Diálogo com cada símbolo

Agora, dialogue com cada símbolo. Coloque-se em um e faça as próximas perguntas para o outro, e coloque-se nesse outro para sentir sua resposta ou sua reação.

  1. Que censuro de cada um dos outros símbolos? Que preciso de cada um deles?
  2. Quando achar que algum lhe sobra: Pense bem, no fundo, sim que lhe serve para algo, descubra esse algo.
    1. Se não existisse ... Sentiria, seria…
    2. Se fosse diferente, um pouco mais tal, um pouco menos qual ..., eu gostaria mais porque ...
      Em você valorizo...., percebo que lhe preciso por ...

5.- O presente

Cada símbolo fará um presente para todos os outros.

  1. Você recolherá o presente de cada um, e com uma respiração profunda integre-o em uma parte do seu corpo.
  2. Sonhe um último episódio do sonho, o mais livre e mágico possível, no qual todos os símbolos se amam, convivem e são felizes juntos.

6.- Integração da mensagem do sonho

 Recolha todos os símbolos entre as duas mãos abertas.  E sinta cada um.

Aproxime as palmas das mãos de modo que os símbolos se fundam em um só. Observe e desfrute deste novo símbolo.

Rodeie suas mãos com sua aura, ou envolva-as com sua cor preferida, ou mande um feixe de energia desde sua testa até suas mãos.

Veja a cor, a forma, o peso, a textura do novo símbolo, escute sua mensagem e integre-o, lentamente e profundamente, no seu peito, em cada uma das células do seu corpo, respirando profundamente, com a boca aberta.