Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes

Textos selecionados



Você pode nos deixar seus dados e teremos o maior prazer em lhe enviar informações sobre as atividades do Instituto. Para isso, visite nossa nuestra página de contato.
Obrigada.



"Eu escolho a vida" a cada hora em ponto

Convidamos você, a cada hora, a criar uma nova vibração ao redor do mundo, dizendo “EU ESCOLHO A VIDA” junto com milhares de pessoas. Todos juntos a serviço da vida.












Esclarecer um conflito (projeção ou dupla transferência)

Para um conflito com pessoa(s) que não são da família.

Por exemplo: assédio, mobbing, rejeição, antipatia, desprezo, etc.

1.- Radiografia da situação atual

Coloque um papel para você (A) e um papel em frente, a uns dois metros, para a pessoa ou o grupo com quem tenha o conflito (B).

Coloque-se encima de cada papel, o tempo suficiente para ver como se sente seu corpo e que atitude ou movimento toma.

Agora, coloque outro papel detrás de cada um (C e D). Não sabemos de quem se trata ou se tratam.

Coloque-se novamente em você mesmo, e perceba que não olha para a pessoa com a qual tem o conflito, senão que olha detrás, para esse novo papel (C), ou para esse novo indivíduo, representado pelo papel que colocou detrás.

Depois, coloque-se encima de (B) e, também, perceba que (B) não lhe olha, senão que olha para a pessoa que está detrás de você, está olhando para (D).

Isto é a razão do conflito, cada um de vocês está desordenado e não consegue perceber a realidade. Quando está em frente de (B), acredita vê-lo, porém a quem, realmente, vê é a (C). E a mesma coisa acontece com (B).

2.- Constelando a projeção ou transferência.

Agora, somente ficarão (A) e (C). Ou seja, você e essa pessoa a quem seu inconsciente vê.

Faça, agora, de você mesmo, sabendo que (C) está em frente de você. Fique aí um tempo, deixando-se levar muito devagar, muito centrado. Talvez, não aconteça nada, ou bem você está olhando para o chão, ou para a distância. Ali para onde olhe, saiba que há um ancestral.

Depois, coloque-se em (C) e a mesma coisa, espere, deixe-se movimentar muito devagar. A mesma coisa, ali para onde olhe há alguém.

Agora, coloque-se nos diferentes ancestrais ou mortos que saíram, para que, através de você, consigam se movimentar, ou olhar para alguém.

Represente, deste modo, as diferentes pessoas que saíram. Volte para algumas delas se sentir necessidade, até perceber que começam a sentir paz.

Às vezes, você percebe que um morto, ou um ancestral, agarra-se a você e não lhe quer soltar, para ele fará, depois, o exercício de “Ajudar um morto a terminar de morrer”

Quando ache conveniente, volte a se representar a você mesmo. Agora, honre cada um, ou honre toda a situação, com amor e agradecimento, tenha acontecido o que tiver acontecido. Até que sinta que tudo está em paz.

Então, levante-se e gire-se para vida e avance para ela.

3.- Cura por ressonância com sua constelação

Coloque-se, novamente, como no começo: você em frente de (B).

Coloque-se em você e observe como se sente e como olha para (B).

Coloque-se em (B), e sinta a mudança que há em você, veja que agora olha para você. (B) também se curou, por ressonância.

Coloque-se, novamente, em você, e agradeça ou sinta que abraça (B).