Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes

Textos selecionados



Você pode nos deixar seus dados e teremos o maior prazer em lhe enviar informações sobre as atividades do Instituto. Para isso, visite nossa nuestra página de contato.
Obrigada.



"Eu escolho a vida" a cada hora em ponto

Convidamos você, a cada hora, a criar uma nova vibração ao redor do mundo, dizendo “EU ESCOLHO A VIDA” junto com milhares de pessoas. Todos juntos a serviço da vida.












Curar a ferida

Adaptação do exercício Cura do coração de GUY CORNEAU

Para resolver dificuldades e sofrimentos que surgiram na relação com uma pessoa.

Utilize muito tempo para responder cada pergunta, para experimentar as respostas com imagens e sensações.

LEMBRE DESTA PESSOA com quem você quer curar algo. Pode ser uma relação atual ou passada, pais, irmãos, amigo, parceiro etc. Primeiro, lembre o que lhe atraía desta pessoa, e como foi a história global desta relação.

SEUS ASPECTOS BENÉFICOS. Abra-se aos benefícios que recebeu desta relação, pense nas necessidades que pôde satisfazer. Sem crítica, sem julgamento.

SUAS SOMBRAS. Abra-se, agora, aos aspectos negativos, insatisfatórios, frustrantes desta relação. Não procure coerência, nem valoração de suas lembranças, somente o que viveu.

QUAIS SÃO AS SUAS REAÇÕES A ESTAS INSATISFAÇÕES? Que sentimentos provocaram em você?

QUE NECESSIDADES INSATISFEITAS podem representar ou despertar estes sentimentos? Dê-se um tempo para analisar os sentimentos provocados pelas insatisfações da relação.

QUAL PODE SER A HISTÓRIA DESSAS NECESSIDADES INSATISFEITAS? Desde quando você as leva em sua vida?

SINTA SEU CORPO ATÉ QUE LHE COMUNIQUE ALGO: deixe que estas necessidades frustradas tomem forma dentro de você. Se tivessem consistência e forma a que se pareceriam? Contate com essa forma e peça-lhe que lhe diga algo. Senão imaginar nada de modo espontâneo, imagine a forma que poderiam tomar, se aceitassem aparecer em um de seus sonhos.

SUAS RECLAMAÇÕES AO COLEGA. Agora considere suas reclamações, o que lhe dói do que faz ou não faz esta pessoa respeito à satisfação dessas suas necessidades.

Qual é a atitude da outra pessoa que mais o tenha feito sofrer: sua frieza, incompreensão, intolerância, etc.?

NÃO SERÁ ESSA SUA ATITUDE INTERNA DIANTE DE SUAS PRÓPRIAS NECESSIDADES? Não será que, no fundo de você mesmo, faz a você mesmo o que lhe dói que lhe façam os outros?

ACOLHA SUA FERIDA, permita que saia de seu esconderijo, descubra sua missão, sua beleza, e deixe-se levar pela emoção e o agradecimento diante de sua beleza.

VOCÊ ACEITA QUE TEM UMA PARTE DE RESPONSABILIDADE respeito a esta parte de si mesmo? Que coisas concretas você pode fazer para satisfazer suas necessidades? Quer pedir algo concreto a alguém? O que gostaria de afirmar, expressar, mudar ou criar para atendê-lo como você precisa, para curar sua ferida?

APAGUE ESSA CENA E ENTRE EM UM ESPAÇO DE AMOR E COMPAIXÃO PARA VOCÊ MESMO. Aceite sua vida e suas dificuldades, olhe para a luz e a beleza que estão detrás, sinta a luz que se expande dentro de você.

Sinta como esta luz brilhante o preenche, o inunda, inunda todo seu corpo, toda sua vida, inunda suas necessidades, dando um novo relevo a todos os momentos de sua vida, e sinta a confiança que tem, a confiança na vida como é, em você, a segurança de que cada dia você é mais você.