Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes

Textos selecionados



Você pode nos deixar seus dados e teremos o maior prazer em lhe enviar informações sobre as atividades do Instituto. Para isso, visite nossa nuestra página de contato.
Obrigada.



"Eu escolho a vida" a cada hora em ponto

Convidamos você, a cada hora, a criar uma nova vibração ao redor do mundo, dizendo “EU ESCOLHO A VIDA” junto com milhares de pessoas. Todos juntos a serviço da vida.












Criar uma ancoragem

Com muita facilidade podemos estar no estado de ânimo do qual precisamos, como estar calmos, ter alegria, sentir-nos fortes e criativos, etc.

1. Definir o estado de ânimo que desejamos viver.

Em função da nossa necessidade atual, decidimos o estado de ânimo que mais precisamos: calma, segurança, confiança em si, sucesso, carinho, etc.

2. Escolher o gesto que servirá de âncora.

Decidimos que gesto irá servir-nos de âncora. Deve ser discreto, novo para nós, e com certa força muscular: pressione o polegar e o mindinho, pressione com a unha do indicador uma parte do polegar, pressione forte o punho,…

Este gesto deve ser muito claro (é necessário lembrá-lo exatamente), muito breve (de um a dois segundos, não mais), e não ter sido utilizado anteriormente.

3. Procurar três lembranças do estado de ânimo que escolhemos.

Seria ótimo que a primeira fosse uma vivência da infância e que cada uma faça parte de um contexto diferente. A lembrança não tem que estar associada à outra cena desagradável, porque nesse caso, iríamos ancorar o agradável junto com o desagradável…

Por exemplo, para ancorar o sentimento de valia, podemos ter uma lembrança da infância da primeira vez que andamos de bicicleta, sozinhos ou sozinhas. Depois, a lembrança de um sucesso no colégio. E como terceira lembrança, a última vez que triunfamos, entre nossos amigos, com um prato de comida…

Escreva o nome de cada lembrança. E para cada uma selecione o instante de maior potência.

4. Para cada lembrança seguiremos a próxima sequência:

  • Feche os olhos, entre na lembrança como se a estivesse vivendo de novo, olhando para o que olhava, escutando o que escutava e sentindo o que sentia.
  • Ancoragem: no momento no qual a sensação positiva estiver crescendo e a ponto de alcançar o máximo, realize a ancoragem, ou seja, faça o gesto decidido anteriormente, sempre da mesma forma. Brevemente. Não mais de dois segundos.
  • Imediatamente depois, abra os olhos e olhe para qualquer coisa ou pense em qualquer coisa. Trata-se de distrair seu cérebro porque deste modo a gravação da ancoragem é mais profunda.
  • Comprovação da âncora: agora, com os olhos abertos e sem pensar em nada, repita a âncora uma vez, da mesma forma, com a mesma brevidade. Se a âncora foi bem instalada, sentirá como o estado de ânimo procurado o estará invadindo.

Senão for o caso, repita a sequência, percebendo previamente onde não seguiu o protocolo…

5. Ponte ao futuro

Imagine-se dentro de uns dias, em um momento no qual precisará deste ânimo que acaba de ancorar, e você realiza a ancoragem, da mesma forma que antes, e muito brevemente, e esperando sentir dentro de você uma mudança referente a este futuro.

Se for necessário repita a ancoragem até sentir-se no máximo de você mesmo.

6. Recarregar a bateria:

Quanto mais seja utilizada a ancoragem, mais potente será. Nos primeiros dias, utilize-a sem parar, será quando alcance sua maior força. E poderá desfrutá-la pelo resto da sua vida.