Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes / Brasil

Textos selecionados



Você pode nos deixar seus dados e teremos o maior prazer em lhe enviar informações sobre as atividades do Instituto. Para isso, visite nossa nuestra página de contato.
Obrigada.



"Eu escolho a vida" a cada hora em ponto

Convidamos você, a cada hora, a criar uma nova vibração ao redor do mundo, dizendo “EU ESCOLHO A VIDA” junto com milhares de pessoas. Todos juntos a serviço da vida.












Caros amigos, quero compartilhar uma constelação que fizemos a pedido de uma amiga da China sobre o coronavírus.

Precisamos lembrar que um vírus é o transmissor de uma doença de resolução. Resolução de um conflito biológico.

As epidemias são transmitidas a todos aqueles que viveram, nos meses anteriores, a resolução de um conflito biológico semelhante.

Aqui a constelação mostrou que o conflito biológico era: medo, vergonha e culpa pela eliminação de bebês e fetos, especialmente meninas, medo da gravidez das mães e sua possível morte por aborto. A política chinesa de um filho por família foi suavizada, causando a superação desses medos e culpa.

Na descrição dos elementos o essencial desta constelação, omitirei as palavras "representante de".

Constelação:

O coronavírus começou a circular olhando para o chão. Isso mostrou que ele estava pagando por uma falha coletiva. Muitos fetos e mulheres grávidas mortas surgiram, muitos segredos. O chão estava completamente coberto de cadáveres.

Os afetados estavam de pé, olhando para os mortos. Alguns caíram.

Alguém representou os não afetados. Ele não queria ver aqueles mortos e estava curvado por dores e desconfortos, preso com outros mortos.

O vírus e outros representantes mostraram medo, vergonha e culpa; muita vergonha

Até que os participantes dissessem para os mortos frases como:

“Eu vejo sua dor, vejo o medo de morrer, vejo a vergonha do que aconteceu, vejo o insuportável.”

“Vocês todos pertencem. Meninas também. Amo vocês.”

“Está tudo acabado.”

“O vírus comentou que ele olhou muito para uma garota morta.”

Quando as frases foram dadas, os mortos fecharam lentamente os olhos, os vivos os observavam em paz; então eles foram para a vida e o vírus foi embora.

O holograma do coronavírus se separou do vírus e foi à vida, observando os mortos da vida, chorando inconsolavelmente.

O “Campo Fuente” foi anexado a esse campo de dor. Pouco a pouco ele foi para a vida. Suas palavras foram que “tudo era necessário, não só para China. Seus braços abertos se estendiam além, além do mundo inteiro, estendidos ao cosmos. Isso atingiu todo o cosmos.”

Continuamos ao serviço,

Brigitte