Instituto de Constelações Familiares Brigitte Champetier de Ribes

Textos selecionados



Você pode nos deixar seus dados e teremos o maior prazer em lhe enviar informações sobre as atividades do Instituto. Para isso, visite nossa nuestra página de contato.
Obrigada.



"Eu escolho a vida" a cada hora em ponto

Convidamos você, a cada hora, a criar uma nova vibração ao redor do mundo, dizendo “EU ESCOLHO A VIDA” junto com milhares de pessoas. Todos juntos a serviço da vida.












A MELODIA QUE EMITE O CORAÇÃO

Patrick Drouot, doutor em Ciências Físicas 66 anos. Nasci em Estrasburgo e vivo em Paris. Casado, dois filhos. Minhas teses versaram sobre a natureza do tempo na física quântica. O mundo necessita uma visão muito mais ampla que a direita ou esquerda. O universo é um organismo vivo e complexo. Tudo é inteligente

O amor e o universo Foi durante anos professor na Sorbona e no departamento de Psiquiatria da Universidade de Kansas City, agora ministra cursos na escola de Altos Estudos Comerciais de Paris. Explica com entusiasmo suas investigações iniciadas em 2002: como um som que reproduz em longitude de onda a taxa de coerência da variabilidade cardíaca pode aperfeiçoar nossa mente e nossa saúde, teoria que explica em “A revolução do pensamento integral” (Vagalume) e que expôs no simpósio “A evolução da consciência”, organizado por Pilar Basté em Cosmo Caixa. "Acredito que tudo está vivo no universo, no qual existem vibrações fundamentais, e o amor faz parte delas".

Tenho muito que lhe contar.

Bem.
Desde o Renascimento considerávamos o tempo algo constante, unidirecional e irreversível, porém começamos a entender que o tempo possui uma densidade.

Foge-me o conceito de densidade temporal.
Imagine que o transcorrer do tempo é como se abríssemos mais ou menos a torneira e a água (o tempo) corresse mais ou menos. Nos últimos dez anos essa densidade está se acelerando, observa-se nos relógios atômicos.

Entendido.
Suspeitamos que uma estrutura cultural (as regras e valores que regem as finanças, ou a saúde, ou as empresas...) é uma inteligência que evolui por si mesma, e que a inteligência humana evolui menos rapidamente que ditas estruturas. Essa é a razão pela qual já não entendemos os problemas atuais. Há 50 anos o mundo era muito menos complexo.

E a causa é a aceleração da densidade temporal.
Sim. Há uns dez anos, começamos a perceber que algumas ferramentas financeiras, do mundo da saúde, ou da empresa..., começavam a não funcionar.

Coloque-me um exemplo.
Um estudo do Ministério da Saúde da França que analisava a evolução de 25 tipos de câncer nos últimos 20 anos, revelou que 19 se dispararam de maneira anômala. O câncer de próstata nos homens aumentou quase um 300%. Conhecemos as causas, dizia o estudo, porém devem existir alguns fatores mais que desconhecemos.

...
Como assessor de eurodeputados e diversas empresas poderia colocar-lhe muitos exemplos que acreditamos estejam relacionados com a aceleração da densidade temporal, por isso dediquei dez anos a estudá-la.

E?
Assim surgiu a teoria do pensamento integral (devemos mudar nossa forma de pensar, de modo que transcenda os limites comumente admitidos das nossas conexões neuronais) e cheguei ao fenômeno de coerência neurocardiovascular.

Conte-me.
Li sua entrevista com Annie Marquier (A Contra do 14 de março) e suas abordagens são certas: o cérebro do coração é aquele que toma as decisões... Mas, por quê?

...
O inventor do relógio de parede foi um holandês chamado Huygens. Todos os dias dava corda aos seus relógios e comprovou que decorrido um tempo, e em um tempo aleatório, todos se sincronizavam com um relógio concreto.

O maior.
Sim, o que em ciência se chama o fenómeno de arrastre. Pois bem, o maior relógio biocorporal do corpo humano é o coração. Agora explicar-lhe-ei o que é a coerência: Ima está em coerência quando escreve um artigo e tudo flui, e está em incoerência quando demora muito tempo em acabar seu artigo, está esgotada e nervosa.

Entendido.
Em ciência, um sistema coerente é um sistema que consome pouca energia para um máximo rendimento, e é incoerente quando engole cem litros de gasolina para recorrer um quilômetro. O coração emite sinais eléctricas que podem ser vistas em um gráfico sinusoide. Entretanto, nunca foi medida a taxa de variabilidade cardíaca.

Terá que me explicar isso.
É um gráfico que mostra a ondulação dos sinais eléctricos do coração. Na imensa maioria das pessoas é muito irregular. No entanto, se a altura das curvas se repete de forma regular a pessoa estará em estado de coerência. O coração manda este sinal, que é como uma linguagem, ao neocórtex.

O cérebro superior.
Sim, e ele o transmite a todos os relógios secundários do corpo: o sistema nervoso central, o sistema hormonal, etc. Desde os primeiros estudos começamos a entender várias coisas.

Nada melhor que estar em coerência.
Isso é: quando uma pessoa está em coerência é eficiente; quando está em incoerência e vai para um estado de coerência irão desaparecendo cefaleias, reumatismos, as feridas cicatrizarão mais rapidamente e inclusive vimos várias curas de cânceres.

É como uma novela.
Se eu fosse um curador lhe diria: respire através do coração sentimentos de amor e autoestima, promova os pensamentos positivos, que, por certo, geram trens de ondas eléctricas.

Mas é um físico.
Por tanto, disse a mim mesmo: um sinal eléctrico é uma frequência que mediante uma equação se pode transformar em longitude de onda, assim criei um som que reproduz em longitude de onda exatamente a taxa coerente de variabilidade cardíaca.

E como soa um coração coerente?
É lindo! Escutar durante cinco minutos essa melodia coloca em estado de coerência nosso coração, é o que eu chamo “uma reestruturação neurocardiovascular”.

Já experimentaram com esse som?
Sim, no campo da empresa, a medicina e o esporte de elite, com excelentes resultados, sobretudo referente à fluidez neuronal. O ser humano tem possibilidades incríveis, porém estamos limitados por um modelo racional que nos afoga.